quinta-feira, 21 de setembro de 2017

RECEITAS CASEIRAS PARA ORQUÍDEAS

CUIDAR DE FORMA NATURAL, SUAS ORQUÍDEAS AGRADECEM

Sempre ficamos preocupados quando notamos alguma coisa que não vai bem em nossas orquídeas. Seja por não desenvolverem, seja por apresentarem manchas, etc.






Hoje, vou ensinar várias receitinhas que poderão ajudar suas orquídeas e, por serem naturais, não causarão fito toxicidade.

É claro, que assim como um remédio, o excesso pode ser fatal, por isso, nada de abusarem!

A primeira DICA e, a mais importante é a PREVENÇÃO!

Quando cuidamos corretamente de nossas plantas, dificilmente elas serão acometidas por pragas e doenças.

A adubação correta e em dia, favorece com que a planta mantenha sua "imunidade" ou seja mais resistente ao ataque.

Porém, mesmo cuidando podemos nos deparar com diversas situações, devido aos desequilíbrios no clima, ventilação inadequada, excesso ou falta de água, uso de tesouras sem esterilizar, resíduos no local de cultivo, como folhas, plantas mortas, sujeira... Tudo isso, propicia a proliferação de cochonilhas, pulgões, caracóis, lesmas, formigas e doenças.

Leia mais em :COMO PREVENIR PRAGAS E DOENÇAS

Se, mesmo com todos os cuidados aparecer alguma praga, é preciso conhecer que tipo de praga para saber que tratamento é o mais eficiente!

"As lesmas e caracóis costumam aparecer em solos úmidos e gostam de atacar durante a noite, furando e devorando folhas, caules e botões florais. Já as formigas costumam ser injustiçadas: não são todas as espécies que atacam as plantas. Antes de eliminá-las, observe se elas voltam ao formigueiro com folhas cortadas. “As saúvas e as cortadeiras são as que costumam causar mais estragos”, conta Carol Costa".

Se você notar que as folhas estão enrugadas e com casquinhas pretas, é sinal de que a planta está sendo atacada por cochonilha ou pulgão. 

Além de roubar nutrientes, eles liberam um tipo de cera doce que facilita o ataque de fungos e atrai formigas. Não bastasse isso, algumas cochonilhas têm uma espécie de carapaça dura, mais difícil de combater, e há alguns pulgões que apresentam asas.

Antes de começar o tratamento, é necessário limpar a planta. 

O que dá sempre certo é lavar a planta em baixo da torneira com água corrente e sabão de coco. Se for apenas uma folha atacada, use uma esponja macia e faça a limpeza.

Para pulgões, coconilhas, você pode usar uma escova de dentes macia para auxiliar na remoção.

Então, vamos as receitas?

Nestas postagens você vai encontrar diversas receitas:


Para poder identificar o que está acontecendo, você poderá ler em:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *