domingo, 6 de novembro de 2016

COMO FAZER MUDAS DE ORQUIDEAS PHALAENOPSIS



Fazer novas mudas a partir de galhos tem muitas vantagens, a primeira é que preserva todas as características genética da planta, a nova muda de Phalaenopsis terá a mesma idade da adulta e portanto produzirá flores e frutos mais rápido, também é uma forma econômica de se aumentar as flores do jardim.
COMO FAZER MUDAS DE ORQUÍDEAS PHALAENOPSIS passo a passo
  • Prepare a terra e o recipiente onde a muda permanecerá temporariamente. A terra deve ser adubada e arenosa. O recipiente pode ser um saquinho plástico próprio para mudas ou um vasinho.
  • Corte um galho maduro de aproximadamente 30 centímetros da planta.
  • Retire o excesso de folha e ramos. Deixando o galho com apenas 4 a cinco folhas do topo. Tomando cuidado para não quebrar os locais onde se nascerão os brotos se houver.
  • Mergulhe a base do galho na solução do hormônio vegetal por 15 minutos. Isto obrigará a planta a produzir raízes mais rápido.
  • Plante no saquinho ou vaso com terra preparada, coloque num local arejado e com bastante luz, mas que não receba os raios diretos do Sol.
  • Regue regularmente mantendo a terra sempre úmida, porém não encharcada.

Dicas de COMO FAZER MUDAS DE ORQUÍDEAS PHALAENOPSIS

O mais importante na criação de mudas é seguir alguns critérios com diligências. Escolher a matriz que se quer reproduzir é um passo importante, pois produzirá mudas fortes e de qualidade. Tanto a poda quanto o plantio, a melhor época é fazer nas Luas fracas: Lua Nova ou Minguante, repare que isto faz diferença. Siga os passos abaixo para fazer a muda de Phalaenopsis.
A reprodução assexuada é a mais eficiente e o método mais viável para gerar novas plantas. A reprodução por sementes ou caroços é um método arcaico que só deve ser usado em plantas que não permite métodos de reprodução assexuados, tais como enxerto e alporquia. Geralmente em 15 dias as raízes estarão brotando, o hormônio vegetal acelera grandemente o aparecimento das raízes e sucesso na criação de mudas. Conforme a planta os brotinhos com novos ramos poderão surgir antes ou depois das raízes.
O viveiro de Phalaenopsis, local onde ficará temporariamente a muda, deve ser instalado em área plana, próximo da fonte de água, em local ventilado e de fácil acesso, longe de plantas velhas e doentes, além disso deve-se preferir locais com solos de textura média a arenosa e bem drenados.
Na oportunidade elimina-se as mudas raquíticas, deformadas, estioladas, albinas e de aspecto ruim. Todo o material descartado deve ser queimado.
Importante, porém…: Quando fizer o transplante da muda para o local definitivo, geralmente o vaso ou local do cultivo, plante a muda de Phalaenopsis consorciada com um musgo. O musgo é uma planta que não compete com a cultura, ela se alimenta exclusivamente de água e ar. Ela não consome os nutrientes da planta e é fundamental para o equilíbrio do ecossistema, ela impede a perda de água do solo, aumenta o oxigênio da planta etc. 

Nenhum comentário:

VISUALIZAÇÕES DO BLOG