domingo, 21 de maio de 2017

ERROS NO CULTIVO DE ORQUÍDEAS

NEM TUDO SÃO FLORES


Nenhum texto alternativo automático disponível.
Mini Phalaenopsis - Cultivo Tati

Quando começamos a cultivar, começamos com orquídeas que compramos ou ganhamos com flores... Porém, após caírem as flores, nos deparamos com: e agora?


Cortamos a haste? Trocamos de vaso? O que fazemos??? Muitas são as perguntas...


Sem conhecermos o tipo de orquídea que temos, podemos cometer "n" erros! Não só depois da floração, mas durante todo o cultivo.

A primeira coisa a saber é que no cultivo de orquídeas devemos ter paciência e dedicação.

Vamos abordar alguns erros mais comuns, que poderão te ajudar.

1 - Não saber a espécie da orquídea - Cada orquídea tem necessidades próprias da espécie ( mais ou menos luminosidades, mais ou menos regas e por aí vai).

2 - Cultivar em um só tipo de vaso - Qdo conhecemos o tipo de orquídea e o clima de nossa região, saberemos qual vaso seria o mais ideal para a planta.


3 - Após o replante, querer que a planta já emita sinais de desenvolvimento - As orquídeas precisamo de um tempo para se ambientar ao novo substrato, vaso, ambiente.

4 - Usar um vaso muito grande - O ideal é que sobrem no máximo dois dedos entre a planta e a borda do vaso ( se muito grande a planta usará muita energia para ocupar o espaço vazio, levando muito tempo par ocupá-lo o que pode acarretar da planta ficar doente.
Resultado de imagem para replante muito grande para orquidea


5 - Ao plantar, não observar a "frente" ( onde desenvolve novos brotos).


Resultado de imagem para replante da frente da orquidea


6 - Não esterilizar a tesoura antes de usar - Quando não esterilizamos ( no fogo) podemos passar doenças de uma planta para a outra.

7 - Não usar cicatrizante após os cortes - A canela em pó, além de cicatrizante é fungicida e bactericida. Leia mais sobre o assunto em  Uso da canela em pó

8 - Não observar suas orquídeas todos os dias - Manchas são indício de que algo não vai bem! Leia mais sobre doenças em Doenças nas orquídeas

Resultado de imagem para Manchas na orquidea




Respondendo às primeiras perguntas:

Cortar ou não a haste após a floração: Após a queda das flores, a mesma seca e pode ser cortada, a partir da base. Existem, contudo, algumas exceções, como é o caso da orquídea Phalaenopsis. 
Neste caso, não é regra que toda haste deva ser cortada. Fica a critério do dono.

Trocar ou não o vaso: Se sua orquídea não vai bem, pode ser que o tipo de vaso usado em conjunto com o clima de sua região, não seja o ideal - Pesquise os tipos de vaso + o clima de sua cidade + tipos de subtratos.




2 comentários:

ana paula disse...

Gostei das dicas, quero aprender mais sobre orquídeas pretendo ter algumas

Tati Rodrigues disse...

Com certeza vc vai aprender muito.

VISUALIZAÇÕES DO BLOG