segunda-feira, 8 de maio de 2017

MINI CURSO 6 - Raízes

Raízes - A saúde de nossas orquídeas



Já aprendemos sobre: Ambiente ideal, fases de crescimento, vaso, substrato e folhas. Então hoje, vamos abordar sobre as preciosas raízes!

Você sabia que a ponta das raízes indica a cor da flor?

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A maioria das orquídeas que tem a ponta em crescimento na cor verde, outras na cor vinho e outras até com pigmentos amarelados. Essa cor da ponta da raiz pode indicar as prováveis cores das flores em muitas espécies e em muitos híbridos também. Por exemplo, uma raiz de uma planta crescendo com o meristema na cor verde pode indicar flores albas, coeruleas, semi-albas ou flores de cor clara como o creme e o amarelo. E raízes de ponta escura ou avermelhada indicam flores de cor típica nas espécies, ou cores mais intensas como o vermelho o lilás e o vinho em híbridos.

As raízes são responsáveis pela fixação da orquídea e por 70% ou mais da captação das substancias usadas por ela para vegetar com saúde. É umas das partes que mais evoluiu em relação as raízes de outras plantas mais simples.

A imagem pode conter: planta


Essa evolução vem ocorrendo ao longo dos milhares de anos por uma necessidade das orquídeas terem que adaptar em locais onde outras espécies de plantas não conseguem viver.

As raízes se orientam pela umidade. E isto não é por acaso. Elas desempenham o papel de depósito de nutrientes e água. Assim, ajudam as orquídeas a reterem e acumularem o material nutritivo que se deposita em suas bases. Também são, em alguns casos, órgãos clorofilados capazes de realizarem fotossíntese durante os períodos em que as plantas perdem as folhas ou, em outros casos, de orquídeas que não possuem folhas, apenas rudimentos foliares.

Muitas orquídeas gostam de ficar com as raízes para fora do vaso. São as chamadas "epífitas", plantas que usam as árvores de suporte para se desenvolver e como a Vanda que adora ficar com suas raízes ao ar livre.

É comum que as epífitas soltem raízes para fora do vaso quando plantadas em qualquer tipo de substrato (como musgo esfagno, casca de pínus e fibra de coco, entre outros). Nesses casos, não adianta colocar a planta num vaso maior com as raízes para dentro, logo a espertinha solta mais raízes para fora. Esse é o jeito como ela gosta de viver, com as raízes arejadas. Agora, se sua orquídea for terrestre e estiver cheia de raízes para fora do vaso, está gritando por uma casa maior.

A imagem pode conter: planta

Quando a raiz está úmida, sua cor fica verde e o velame enche-se passivamente com água, ajudado por micro perfurações nas suas paredes. Quando seca, a cor fica entre o branco e o prateado e o velame faz uma barreira contra a perda de água, evitando a evaporação excessiva. Algumas espécies de orquídea apresentam as raízes de cor acobreada ou amarronzada.

SUPER DICA:

O tamanho da raiz nos dá uma grande dica de que tipo de substrato você deverá utilizar no plantio.

A regra é simples:

Orquídeas de raízes mais finas podem ser plantadas em substratos mais finos;
Orquídeas de raízes médias preferem substratos mais grossos; Orquídeas de raízes mais grossas em geral gostam de substratos formados por pedaços maiores e bem arejados.

OUTRAS DICAS: 

Aquele fiozinho que sobra qdo sem querer quebramos uma raiz é a parte funcional da raiz, onde tem os feixes vasculares, portanto se no manuseio de nossas plantas, sem querer quebramos uma raiz, na verdade estamos quebrando o velame, mas essa raiz ainda continua viva e funcionando, não precisando assim ser cortada e com o tempo ela tenderá a soltar ramificações.

Na hora do replantio, use sempre enraizador. Eles melhoram a qualidade e o vigor das plantas por favorecerem o crescimento das raízes, que são responsáveis pela absorção dos nutrientes do solo. São bastante utilizados em replantios.

No replante, não deixar a planta fica solta, porque as suas raízes em crescimento ficam raspando no substrato podem se danificar, parando o crescimento delas. Utilize tutores se não conseguir travar a planta com o substrato.

Molhe bem as raízes antes de mexer com a planta, pois assim elas ficam mais maleáveis e mais difíceis de quebrar.

Nenhum comentário:

VISUALIZAÇÕES DO BLOG