ACACALLIS

ACACALLIS


Resultado de imagem para ORQUIDEA ACACALLIS

Pequeno gênero de 4 espécies nativas do norte do Brasil, Peru, Colômbia e Venezuela.

Resultado de imagem para ORQUIDEA ACACALLIS
O gênero caracteriza-se por suas flores azuladas, pouco comuns em orquídeas e pelas folhas uni foliares.



Imagem relacionada

São epífitas, ocorrendo em locais de muita umidade e luz filtrada.

Resultado de imagem para ORQUIDEA ACACALLIS

A haste arqueada surge da base do pseudobulbo portando flores de tamanho médio.

Características da planta

Dimensão da flor: entre 4 a 5 cm
Haste floral: de 15 a 30 cm
Altura da planta: de 20 a 35 cm
Época de floração: Primavera/verão
Duração da flor: 15 dias
Sombreamento: 50 a 60%
Substrato: Misto: 50% de esfagno, 20% de casca de pinus e 30% de carvão vegetal

-----------------------------------------------------------------------------

ORQUÍDEA AERANGIS



Resultado de imagem para orquidea aerangis
Aerangis Luteoalba var. rhodosticta

Este gênero possui em torno de 60 espécies que, geralmente, são de pequeno porte. São orquídeas epífitas, monopodiais e chamam a atenção pela forma estrelada de suas flores e a presença de um esporão, que varia de comprimento, dependendo da espécie.

Resultado de imagem para orquidea aerangis
Aerangis cryptodon

As flores são predominantemente brancas.

Resultado de imagem para orquidea aerangis
Aerangis kirkii

Características da planta:

Origem: Africa tropical, leste da África do Sul.
Haste floral: de 4 a 50 cm (dependendo da espécie).
Altura da planta: 5,5 cm a 30 cm ( dependendo da espécie).
Época de floração: A maioria na primavera. 
Duração da flor: A A luteoalba e a Pumilo, podem chegar a 25 dias.
Sombreamento: 50 a 60%
Substrato: Misto: esfagno, carvão e casca de pinus.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ORQUÍDEA AERIDES


Com cerca de 20 espécies epífitas, são encontradas da Asia tropical.


Resultado de imagem para ORQUÍDEA AERIDES
Aerides multiflora 

Sua inflorescência pendente possui inúmeras flores, predominando o rosa e o branco, embora se possa encontrar em tons de marrom.




Aerides houlletiana

Podem ser cultivadas em cachepô, com as raízes expostas como a Vanda.


Aerides odoratum - Este exemplar segue vivo desde 1972

Necessitam de alta umidade do ar e temperaturas intermediárias com excelente ventilação.


Características da planta:

Haste floral: de 2 a 54 cm (dependendo da espécie).
Altura da planta: 20 cm a 45 cm ( dependendo da espécie).
Época de floração: A maioria na primavera - verão
Duração da flor: de 20 a 35 dias
Sombreamento: 45 a 50 %
Substrato: esfagno

-----------------------------------------------------------------------------

ORQUÍDEA ANGRAECUM A ORQUÍDEA COMETA

Angraecum sesquipedale

Com cerca de 200 espécies, esta orquídea é monopodial e na sua maioria epífitas, algumas rupícolas. 

Angraecum eburneum

Flores de longa duração, racemosas ( em cachos) que crescem a partir das bases das folhas, suas flores na maioria são brancas, alguns amarelos ou verdes.

Nas flores todos tem um longo esporão na parte de trás do labelo.

Angraecum germinyanum

Sempre à noite é o momento que exala seu perfume, sendo esse um dos motivos de não ter cor, ele não precisa para atrair seu polinizador.

Angraecum elephantinum


Várias espécies de Angraecum têm sido utilizados na África para tratar a inflamações, hemoptise (tosse com sangue) e úlceras, além de cultos religiosos mistificando  o gênero dessa orquídea.
Muitas espécies estão em risco de extinção na Natureza.
Essa espécie aprecia o clima quente, úmido e bem ventilado na primavera e verão e um descanso mais seco e fresco no inverno. Mantenha seu vaso em local de muita luminosidade, mas sem sol direto. O melhor substrato é a mistura de casca de pinus com carvão.
Por ser uma orquídea de crescimento lento, evite o transplante frequente, e quando o fizer, dê atenção especial às raízes para não parti-las, pois ela demorá meses para se recuperar. A época ideal de replantio é na primavera.

Características da planta:

Haste floral: varia de acordo com a espécie
Altura da planta: pode chegar a 40 cm de largura e 90 cm de altura
Época de floração: variável, conforme espécie, podendo algumas florirem no inverno
Duração da for: de 15 a 25 dias
Sombreamento: 50%
Substrato: Misto contendo carvão e casca de pinus

-----------------------------------------------------------------------------

ORQUÍDEA ANGULOA - Conhecida como Bebe no berço

 Anguloa uniflora


Com cerca de 10 espécies é originária da região dos Andes, vivendo em altitudes que variam entre 1.500 a 2.500 metros.


Anguloa virginalis

Os pseudobulbos  ovoides atingem 15 cm e portam 2 folhas largas e finas de até 80 cm.


Anguloa Clowesii

As hastes florais surgem da base do pseudobulbo, em grande número.


Anguloa ruckeri


Para um bom crescimento necessitam de clima ameno e muita água no período de formação do pseudobulbo.
DICA: adicione adubo junto a água.

Pseudobulbos sem folhas

Quando o pseudobulbo atinge a maturidade, as folhas caem. Nesta fase a rega deve ser moderada, pois logo surgirão os botões florais.

As flores variam do marrom ao rosa e amarelo (como visto nas fotos acima) e se caracterizam pelo formato semelhante a uma tulipa.

Atualmente é muito usada para hibridação com o gênero Lycaste, dando origem ao gênero Angulocaste.

 Angulocaste - Cultivo Tati Rodrigues


Angulocaste - Cultivo Tati Rodrigues.


Características da planta:
Haste floral: 15 a 25 cm
Altura da planta: em torno de 50 cm
Época de floração: Primavera-verão
Duração da flor: 20 a 30 dias
Sombreamento: 50 a 60%
Substrato: Terrestre. Eu uso mistura de terra vegetal + areia grossa + casca de pinus + húmus de minhoca.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ORQUÍDEA ASCOCENTRUM


Com cerca de 10 espécies, este gênero asiático ocorre desde o Himalaia até a Tailândia, Indonésia, sul da China, Filipinas, Ilha de Java e Bornéu.


Ascocentrum curvifolium

São monopodiais e epífitas. Suas flores são de cores vibrantes, variando do rosa ao laranja e vermelho. Ocupando pouco espaço e agradando muitos colecionadores. As flores são pequenas, em pequenos cachos, podendo ter mais de 1 haste em cada florada.



Ascd yipsum wab sagarik gold - Cultivo tati Rodrigues

As plantas são de pequeno porte e muito usadas para hibridações com o gênero Vanda (Ascocenda), tendo como resultado plantas mais compactas com cores vivas.

CULTIVO:
Sendo uma espécie que se desenvolve em baixas altitudes, em seu habitat natural, o cultivo requer temperaturas elevadas, tendo como limite mínimo 12 a 14.ºC durante o inverno.

Requer alta umidade do ar e boa ventilação, com boa iluminação, mas sem sol direto.

Pode ser cultivada em cestos, vasos - com ou sem substrato ( casca de pinus grossa e esfagno).

Regas constantes na primavera e verão, até meados do outono.

Tal como as Vandas, o ideal é aumentar a frequência da adubação, porém com doses homeopáticas.

Asc miniatum


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ANSELLIA AFRICANA




É uma orquídea epífita, as vezes de hábitos terrestres que se desenvolve agarradas aos galhos das árvores mais altas.

As raízes aéreas branca são uma características da planta, que formam uma rede como um ninho. 

Os pseudobulbos, parecidos com cana de açúcar, por vezes chegam a 60 centímetros de comprimento. É uma orquídea robusta, para não dizer gigante, formando touceiras  densas e ereta, podendo chegar uma touceiras à quase uma tonelada!!!


São encontradas em áreas que sofrem longos períodos de seca, mas no seu cultivo elas vão melhor se mantidas úmidas durante a fase de crescimento.



Apreciam muita luz para florescer, o que ocorre no final da primavera e verão.

Com flores perfumadas, encantam os orquidófilos. As raízes são brancas e formam uma cesta, assim como nas Grammatophylum.

Tempo da floração: em torno de 15 dias
Substrato: aceita vários tipos





Nenhum comentário: